04 maio 2011

Atividades ABT


Actividades / orientação

CURSOS E WORKSHOPS DE TEMÁTICAS BUDISTAS; MEDITAÇÃO DE GRUPO

Orientador: Nuno Aragão

Tendo embora seguido um percurso académico tradicional, formando-se em arquitectura na Escola de Lisboa, Nuno Aragão sentiu desde novo o impulso de entender os desafios e os desequilíbrios que a realidade da vida quotidiana criava. Na busca desse entendimento descortinou na filosofia e religiões do Oriente uma resposta e um caminho fértil para as suas interrogações. Após ter integrado nos anos oitenta organizações dedicadas à evolução espiritual e devotadas ao ensino do autoconhecimento e do autodomínio, decidiu aprofundar a sua busca no próprio cadinho espiritual que deu origem à cultura oriental e dirigiu-se ao Oriente, onde residiu de 1987 a 2000, com o objectivo de alargar os seus conhecimentos sobre essa cultura milenar e, em particular, sobre o Budismo.

Após várias visitas a países como a Tailândia e o Nepal, percorreu extensivamente a Índia durante três anos, entrou em contacto com alguns dos seus principais mestres espirituais, frequentou os seus ashrams e, sempre que possível, debateu e esclareceu aspectos dos seus ensinamentos, contactou com ensinamentos tibetanos em Buddhagaya e em Mac Leod Ganj, Dharamsala, e frequentou entre 1993-96 diversos cursos de meditação Vipassana orientados nomeadamente por Christopher Titmus, Godwin Samararatne e S. N. Goenka.

Depois, dirigiu-se em definitivo ao Sri Lanka, país onde o Budismo predomina há 2200 anos, no sentido de se dedicar à prática budista nas condições mais propícias, ou seja, no ambiente monástico de meditação onde ela foi sendo milenarmente preservada e testada. Aí foi ordenado monge, aprendeu o ensinamento e praticou os dois tipos de meditação budista (Samatha e Vipassana) em alargados períodos de reclusão, em eremitérios disseminados pelas extensas florestas do interior do país (Tradição da Floresta).

Regressou depois a Portugal, foi co-fundador em 2006 da Associação Budismo Theravada e dedica-se à divulgação da tradição budista Theravada no país, através de palestras, cursos e workshops sobre o ensinamento, bem como da orientação de classes de prática da meditação Vipassana. Traduziu diversos livros de temáticas budistas, nomeadamente "O Ensinamento de Buda" de Walpola Rahula -- Editorial Estampa, e o "Caminho do Meio" de Bhikkhu Bodhi -- Editora Pergaminho.
............................................................

ASTROLOGIA I CHING
Orientador: Nuno Aragão

Para os chineses o I Ching é equivalente à Bíblia. Nenhum outro livro alcança tal distinção na cultura chinesa. Ele encerra um conceito ontológico de um criador divino e de um universo unificado. Os seus 64 hexagramas são considerados como abarcando tudo o que é manifesto no universo. São aqui consagrados os princípios do yin e do yang, bem como a sua evolução para hexagramas. O I Ching, cujas origens remontam a milhares de anos atrás, deve a sua formulação completa a sucessivos contributos históricos, nomeadamente de Confúcio.

É mais usado no Ocidente para fins divinatórios, sendo muito pouco conhecida a sua utilização com fins astrológicos.

A astrologia I Ching é bem mais do que um simples sistema de previsões. Ela assenta no princípio de que toda a vida na Terra é afectada, a cada momento, pela interacção entre as forças terrenas e celestiais. Constitui uma completa filosofia e um modo de vida, sublinha os caminhos que são superiores e inferiores, e indica o modo correcto de lidar com qualquer situação, bem como os progressos que a pessoa pode fazer pela harmonização com as leis do céu e da terra

contribuição: 25€
...........................................................